IVERMECTINA

Antiparasitário oral

DESCRIÇÃO

Anticorpo bucal interno para o controle da filariose.

APRESENTAÇÃO

Recipiente contendo 1 blister com 6 comprimidos.

AÇÃO

Antiparasitário interno Microfilaricida Filaria preventiva. A ivermectina causa a imobilização de parasitas induzindo uma paralisia tônica da musculatura, mediada pela potencialização e / ou ativação direta dos canais de cloro sensíveis à ivermectina, controlados pelo glutamato.

INDICAÇÕES

Como microfilaricida e preventivo da filariose em cães, cujo agente etiológico é a Dirofilaria immitis.

FORMULA

Cada comprimido contém: 
Ivermectina 250 mcg. 
Cs Excipientes

DOSAGEM E ADMINISTRAÇÃO

Tratamento preventivo: 6 mcg / kg (1 comprimido de ivermectina a cada 40 kg). Um único toma a cada 30 dias (para não exceder este intervalo de dosagem) para a vida durante todo o ano. Pode ser administrado com comida. Se se suspeitar que o animal consumiu apenas parte do produto, recomenda-se a re-administração da dose. 
Tratamento: microfilicida: 50 mcg / kg (1 comprimido de Ivermectina a cada 5 kg) em 1 dose única. Realize o teste de Knott modificado em 2-3 semanas após o tratamento. Se positivo, repita o tiro; se é negativo para realizar o tratamento preventivo.

CONTRAINDICAÇÕES

Não administrar doses maiores que os microfilaricidas a cães portadores de uma mutação no gene MDR-1, o que aumenta a permeabilidade da barreira hematoencefálica às lactonas macrocíclicas (collie, border collie, pastor inglês antigo ou suas cruzes).

EFEITOS COLATERAIS

Hipersensibilidade às microfilárias mortas Após a administração, pode ocorrer o seguinte: 
1) Reação aguda: Choque, geralmente às 5 horas após a administração. Execute terapêutico para choque. 
2) Reação leve: Anorexia, letargia, midríase, ataxia, vômitos, tosse e dispneia. Estes sinais são transitórios e aparecem 24 a 48 horas após o tratamento.

RESTRIÇÕES DE USO

Não use em cachorros com menos de 12 semanas.